wwms instagram and mental health 15Recently I was talking with a friend about the fact that he decided to unfollow a lot of Instagram profiles because it was not making him feel good, instead, it was making him anxious and then he decided not only to use less this social media but also to avoid some profiles…

As he was saying those words, I couldn’t help but wonder: how anxious I really am and how is Instagram corroborating for this feeling? The answer is easy; I am really anxious already since I was a kid but I notice that Instagram really takes this to another level If I’m not using it properly.

It’s no secret that everybody’s life on Instagram is perfect, nobody is displaying problems, and although many are profiles are inspirational and motivational they are also a shop window to many different products and lifestyles. The long exposure to all these windows makes us crave for a lot of things, clothes, new trends, food but also for traveling and to live things we were not even thinking about a minute ago. It’s like we are always missing out on something and this is the punch that kicks the anxiety.

Depending on how your life is at that moment or how mentally strong or satisfied you are, it will hit you in a way. It can be a motivation for you to go after something, it can be a motivation for you to swipe your credit card or a push for you to feel a bit down, left out, or missing something you never had.

Of course, I love Instagram, I’m part of it and I feel very much inspired for many profiles I follow and also thankful to discover and live so many things through the squares, but it’s true that sometimes without really noticing it I fell a bit sick too. Many times I lost my sleep scrolling profiles before going to bed and getting very anxious about the amount of information or with the feeling that I won’t have time to live many things I want to.

Also, I noticed that I started lacking confidence in my body because of Instagram. Of course, I know that photos are illusions, where you can play and be a tall model just with the good angle. However, have you noticed how much hot bodies and the decadent food is displayed every day on Instagram? Along with health food, fitness and so on, without noticing I was so self-aware of my body and how many ways of styling clothes don’t work for me… I was never skinny and I have large hips, but I never really cared about it, but suddenly I was really annoyed with my “after 30” belly and how big my hips got over the winter. The bright side is that maybe it will motivate you to hit the gym, something that is really good for your body and mental health but the truth is, that a lot of people like me, will not be fitness models – although we can do anything we put our minds into.

The “Insta life” gives us this impression that people live on burgers and still they have perfect bodies, but it does not show all the effort behind this on the same proportion. Of course, bodies and systems are different and many people out there really “burn carbs on their sleep”, but for most mortals, the reality bites and if we are not prepared mentally we may get hurt without noticing.

I think it’s important to be aware of all this and speaking for myself I decided to scroll a little bit less Instagram, and live what I have right now, instead of wondering too much… I try to use it really less on weekends to have quality time with the ones I love and during the week I take some time out to live – and I avoid it before going to bed. I got back to the gym as I was really unhappy with my body, but it is actually something I needed for a while, I used to exercise for years but for quite some time I stopped but I was missing the endorphins, as university life really stress me. I’m not searching for an Instagram body, but for my body, a body that makes me happy and also to eat my burger and pizza with pleasure and zero worries.

Our bodies are different, so is our systems and our lives. It doesn’t mean they are not good. To be different is something that was always important for me, and I think the Instagram lifestyle with all its aesthetic rules has taken a lot from us. It’s important to highlight that real life is far from all these screens, it may sound cliché but look around you, many people are hurting with mental illness and anxiety without really knowing what it is. Let’s open our minds and hearts, speak out if you are hurting, let’s pay attention to the ones around us and live a more authentic life.

That’s all,

Bruno.


Em Português

wwms instagram and mental health 4Recentemente, eu estava conversando com um amigo sobre o fato de ele ter decidido de deixar de seguir muitos perfis do Insta porque não o fazia se sentir bem, em vez disso eles o  deixava ansioso e  então, ele decidiu não apenas usar menos essa mídia social, mas também evitar alguns perfis…

Enquanto ele falava, eu não pude deixar de me perguntar: o quão ansioso eu realmente sou e como o Instagram está corroborando com esse sentimento? A resposta é fácil, eu já sou realmente ansioso desde criança, mas percebo que o Instagram realmente leva isso para outro nível, principalmente se não estou usando-o corretamente.

Não é nenhum segredo que a vida de todos no Instagram é perfeita, ninguém mostra problemas e, embora muitos perfis sejam inspiradores e motivacionais, eles também são uma vitrine para muitos produtos e estilos de vida diferentes. A longa exposição à todas essas janelas nos faz desejar muitas coisas: roupas, novas tendências, comida, mas também viagens e experiências que nem pensávamos há um minuto atrás. É como se estivéssemos sempre perdendo alguma coisa e esse é grão faz ansiedade disparar.

Dependendo de como sua vida está naquele momento ou quão mentalmente forte ou satisfeito você está, isso o atingirá de alguma forma. Pode ser uma motivação para você ir atrás de algo, pode ser um empurrão para você usar seu cartão de crédito ou um empurrão para você se sentir um pouco para baixo, deixado de fora, aquela sensação de perder algo que você nunca teve.

É claro que eu adoro o Instagram, sou parte disso e me sinto muito inspirado por muitos perfis que acompanho e também agradecido por descobrir e viver tantas coisas através dos quadrados alheios, mas é verdade que às vezes sem perceber realmente eu me sinto um pouco doente também. Muitas vezes eu perdi meu sono olhando perfis antes de ir para a cama e ficando muito ansioso com a quantidade de informação ou com a sensação de que eu não tenho tempo para viver muitas coisas que eu quero.

Além disso, notei que comecei a sentir falta de confiança no meu corpo por causa do Instagram. Claro que sei que fotos são ilusões, onde você pode brincar e ser um modelo alto apenas com um bom ângulo. No entanto, você notou quantos corpos perfeitos e alimentos decadentes são exibidos todos os dias no Instagram? Junto com comida saudável, fitness e assim por diante, sem perceber eu estava tão consciente do meu corpo e quantas maneiras de estilizar roupas que não funcionam para mim… Eu nunca fui super magro e sempre tive quadril mais amplo, mas eu nunca me importei com isso, de repente eu estava muito irritado com a minha barriga de pós 30 anos e o quão grande meu quadril ficou depois das comidas de inverno. O lado bom é que talvez isso o motivará a entrar na academia, algo que é realmente bom para o seu corpo e sua saúde mental, mas a verdade é que muitas pessoas como eu não serão modelos fitness. Apesar de que podemos fazer qualquer coisa se tivermos motivação suficiente.
A “vida de Insta” nos dá a impressão de que as pessoas vivem de hambúrgueres e ainda têm corpos perfeitos, mas não mostra na mesma proporção o esforço por trás disso. É claro que corpos e sistemas são diferentes e muitas pessoas realmente queimam carboidratos durante o sono, mas para a maioria dos mortais, a realidade morde e, se não estivemos preparados mentalmente, podemos nos machucar sem perceber.

Eu acho que é importante estar ciente de tudo isso e falando por mim mesmo, eu decidi rolar um pouco menos o Instagram, e viver o que eu tenho agora, ao invés de pensar muito no que eu ainda quero viver/ter/ser… Eu tento usá-lo muito menos nos finais de semana para ter qualidade de tempo com os que eu amo e durante a semana eu tento me afastar algumas horas, principalmente a a noite. Eu recomecei a academia como eu estava realmente infeliz com o meu corpo, mas na verdade é algo que eu precisava por um tempo, eu costumava me exercitar por anos, mas por algum tempo eu parei, mas eu sentia falta das endorfinas, porque a vida universitária realmente me estressa. Eu não estou tentando ter um corpo para o Instagram, mas correndo atrás do meu corpo, um corpo que me deixa feliz e também me permita comer meu hambúrguer e minha pizza com prazer e sem preocupações.

Nossos corpos são diferentes, nossos sistemas e nossas vidas também. Isso não significa que eles não sejam bons. Ser diferente é algo que sempre foi importante para mim, e acho que o estilo de vida do Instagram, com todas as suas regras estéticas, tomou muito de nós. É importante ressaltar que a vida real está longe de todas essas telas, pode parecer clichê, mas olhe ao seu redor, muitas pessoas estão sofrendo com doença mental e a ansiedade sem realmente saber o que é. Vamos abrir nossas mentes e corações, se abra você está sofrendo, vamos prestar atenção aos que nos rodeiam e viver uma vida mais autêntica.

That’s all,

Bruno.

wwms instagram and mental health 2wwms instagram and mental health 1wwms instagram and mental health 3wwms instagram and mental health 6wwms instagram and mental health 19

Pics: Iphone 7

Partner Posts

Posted by:What would Miranda say?

An insomniac guy sharing his adventures in life & in fashion. Currently based in Switzerland.

Leave a Reply